Mito africano da criação do mundo

A ponte entre o Orum e o Aiyê

       Reza uma história africana, originária de Ketu, que no início de tudo havia o Orum, o espaço infinito, e lá vivia o deus supremo Olorum. Certo dia, Olorum criou uma imensa massa de água, de onde nasceu o primeiro orixá: Oxalá, o único capaz de dar vida. Olorum mandou Oxalá partir e criar o aiyê, o mundo. Só que Oxalá não fez as oferendas necessárias para a viagem e enfrentou sérios problemas no caminho.

     Quem acabou criando o mundo foi Odudua, sua porção feminina. Para consolar Oxalá, o   deus supremo lhe deu outra missão: a de inventar os seres que habitariam o aiyê. Assim Oxalá usou a água branca e a lama marrom para criar peixes azuis, árvores verdes e homens de todas as cores. Foram justamente os homens que, mais tarde, imaginaram formas de adorar e representar a saga de deuses como Oxalá, Odudua, Olorum e tantos outros.
Fonte: Futura




Anônimo –   – (25 de agosto de 2013 18:07)  

Nossa, muito bom amei saber como foi a criação do mundo dos africanos. Superlegal !

Postar um comentário

Postagens populares

Total de visualizações de página

Google+ Followers

  © Blogger template Shush by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP